quinta-feira, setembro 21, 2006

Está-se mesmo a ver...


Então como é que ficamos?! O Presidente do Governo Regional farta-se de dizer que na Madeira é que é. Aqui é que há desenvolvimento e progresso. Ainda há dias no Jornal da Madeira escrevia que a Região estava a crescer a uma taxa anual de 5%. Aqui não há miséria nem exclusão social. Não há barracas. Não há droga. Não há nada do que é mau. As nossas escolas são as melhores. Temos sempre mais e melhor do que os outros (continente e Açores)...
E agora os deputados do PSD-M em São Bento ficaram escandalizados porque o Plano Nacional de Acção para a Inclusão ("defesa e desenvolvimento da criança e do jovem em risco")contempla os Açores com 13 milhões e só dá menos do que 300 mil euros para a Madeira.
Mas então como é que ficamos?! Precisamos desse dinheiro?! Não estamos todos aqui no céu e perfeitamente incluídos (seja no que for)...
EMANUEL BENTO
NB: A próprosito deste assunto é simplesmente"Fantabulástico" o título da 1ª página da edição de hoje do DN-M. Agora Alberto João Jardim tem ainda mais razão para se atirar contra este matutino e espera-se que num dos próximos cartoons do Jornal da Madeira volte à carga contra o serviço que este matutino presta a Lisboa...

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Os senhores da mamadeira andam a dizer que a riqueza da RAM é 120% acima da média do País.
Não se percebe porque razão há tanto espanto no DN ou em quem quer que seja.
Se a madeira é uma das Região mais rica do País, então, obviamente, que não necessita de apoios financeiros para a INCLUSÃO.

10:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home