segunda-feira, setembro 11, 2006

"Ingenuidades" e "tachos"...

Por norma quando leio o Jornal da Madeira vejo o cartoon (para ver que idiotices o "Chefe" andou a sonhar de noite) e os articulistas com especial atenção dada ao Filipe Malheiro (e também ao Gilberto Teixeira e Alberto Casimiro estes dois expoentes da boa prosa portuguesa e arautos da Autonomia que mais não fazem do que asneirar para mostrarem a Alberto João Jardim que o dinheiro que recebem está sempre justificado).
Hoje há dois factos interessantes a apontar nas páginas de opinião. Filipe Malheiro resolve dar ares de ingénuo (fica-lhe tão bem fazer de virgem estupefacta) e vem publicamente espantar-se com os empresários que decidem agora apostar no exterior (da Região) numa atitude de quem cospe na mão em que comeu.
Sempre soube e ele também obviamente que os empresários só são fiéis ao lucro e se a Madeira já deu o que tinha a dar nada melhor do que rumarem a outras paragens. Afinal amigos amigos (e "militantes" e "patrocinadores" da social-democracia) negócios à parte.
Por fim, a constatação do que há muito se sabe: a Secretaria Regional do Turismo e Cultura é um autêntico albergue espanhol. Vai tudo lá parar. Aliás aquilo mais parece aquelas famosas feiras do século XIX que andavam de cidade em cidade a mostrar as maiores aberrações do mundo.
João Carlos Abreu arranjou mais um lugarzinho de Conselheiro Técnico. Francisco Gomes que escrevia insípidos artigos de política internacional e relações internacionais também já tem o futuro assegurado. Já se percebia numa entrevista dada à KOMPLETA (Notícias da Madeira) que o rapaz estava à espera do tacho. Já chegou e o Natal vai ser gordo...
EMANUEL BENTO