segunda-feira, setembro 11, 2006

Quantas grávidas afinal?!

Que o Presidente da Câmara Municipal de Mirandela tenha tocado a rebate a sirene dos bombeiros para juntar a população num protesto contra o encerramento não me choca (não houve afinal um Presidente da República que declarou publicamente para ajudar a acabar com o Cavaquimo que os portugueses tinham o direito à indignação?!). Irrita-me sim que depois tenha vindo dizer que as pessoas não devem reagir emocionalmente quando se sabe que o que a populaça faz seja onde for e especialmente neste país de atrasados mentais e ignorantes é sobretudo reagir emocionalmente - nestes casos recordo sempre a afirmação de Platão que classificou o povo como uma massa acéfala e que defendia o Governo dos mais sábios dos melhores e não acreditava em democracias e acredito que a maioria dos nossos eleitores não tem capacidade para saberem correctamente as razões que os levam a votar em A ou B. Isto de votar é mais ou menos como o futebol. Um gajo é do Benfica, Porto ou Sporting e ponto final. Os partidos têm mais ou menos fixa a sua legião de militantes e apoiantes excepção feita ao órfão e bastardo "centrão" que anda sempre à procura de pai e de indentidade própria.
O que eu gostava de saber e ainda não li em parte alguma era quantas grávidas estiveram em protesto pelo encerramento da maternidade...